Contrate

Para contratar qualquer um de nossos espetáculos entre em contato através deste formulário!

Telefone: (51) 3557-1061 – das 13h às 19h de segunda a sexta

Espetáculos

Homens de Perto Desgovernados e Empresarial

Homens de Perto "Desgovernados" é a terceira incursão de Oscar Simch, Rogério Beretta e Zé Victor Castiel na sublime arte de fazer rir, utilizando elementos do Teatro de Revista. Desta vez o trio, sempre sob a batuta de Néstor Monastério e com textos de Artur José Pinto. Lançado em 2016, o espetáculo dá ênfase à política nacional.

DESGOVERNADOSEMPRESARIAL
X

O espetáculo

DESGOVERNADOS

Homens de Perto "Desgovernados" é a terceira incursão de Oscar Simch, Rogério Beretta e Zé Victor Castiel na sublime arte de fazer rir, utilizando elementos do Teatro de Revista. Desta vez o trio, sempre sob a batuta de Néstor Monastério e com textos de Artur José Pinto. Lançado em 2016, o espetáculo dá ênfase à política nacional.

As montagens anteriores foram vistas por mais de 700 mil pessoas nos 13 anos de apresentações que sucederam este lançamento. Isso dá a dimensão exata da marca "Homens de Perto". Novas cenas, novas músicas e a certeza de que podemos e devemos fazer humor com tudo e todos, inclusive conosco. Homens de Perto "Desgovernados" é, talvez, a montagem mais madura e engraçada da turma que já vem divertindo os gaúchos há muito tempo.

Autor: Artur José Pinto
Elenco: Oscar Simch, Rogério Beretta, Zé Victor Castiel
Direção: Néstor Monasterio

Duração: 90 minutos
Classificação: 14 anos

X

O espetáculo

EMPRESARIAL

Ideal para festas de fim de ano, comemorações e eventos em empresas, o espetáculo garante 40 minutos de gargalhadas, reunindo as melhores cenas e músicas dos três espetáculos do Homens de Perto.

Curiosidades

ESPECTADORES

700 mil

2 DÉCADAS

De muitas risadas

CIDADES GAÚCHAS

50

APRESENTAÇÕES

700

Elenco

Zé Victor Castiel

Ator de cinema, televisão, teatro. Locutor comercial. Professor. Escritor frustrado. Músico emergente. Pai da Alice e do João. Sou um operário da arte. Cidadão Emérito de Porto Alegre. Não fiz nem metade do que dizem que fiz. Saio de casa muito mais pra trabalhar do que pra me divertir. Amo o Sport Club Internacional, mas sei que sem o Tricolor não teria nenhuma graça. Sou louco pelo Led, pelo Jethro Tull, Pink Floyd, The Who, Queen e outros malucos que nunca morrem. Fico puto com injustiça. Fico puto com ingratidão. Não sou a Madre Tereza de Calcutá, mas também não sacaneio ninguém. Sou viciado em Carlton, Coca Zero, rádio AM e fazer compras no Zaffari. Sempre achei que o verão em Porto Alegre deveria ser cultural. Teatro bom pra mim é aquele que não prescinde do público (o resto é desculpa de medíocre). O Tobias é o melhor cachorro do mundo. Pescar na Plataforma de Atlântida me acalma. Andar de bicicleta é tudo de bom. Trabalho com os Homens de Perto (1 e 2) e gosto muito disso. Trabalho na TV Globo e gosto muito disso. Moro em Porto Alegre e gosto muito disso. Sou completamente apaixonado por uma baixinha!

Rogério Beretta

Sou ator, produtor, professor e diretor teatral e acima de tudo uma pessoa humana, um ser bondoso, generoso, caridoso e atualmente idoso. Iniciou suas atividades em 1960 quando nasceu... sua primeira atuação, já na maternidade, foi muito dramática, quando recebeu seus primeiros aplausos...na bunda! A partir daí, se acostumou com o palco, quer dizer talco, era talco prá lá e prá cá... principalmente prá c...Já nos seus primeiros passos se notava a veia artística e todas as outras veias também porque quando caía era sangue pra todo o lado. Esta característica visceral de sua atuação ficou clara já nas primeiras trocas de fralda... era merda que não acabava mais...dãããã. Passados alguns anos, porque amassado fica muito feio, entrou para o curso de Artes Cênicas da UFRGS para finalmente desenvolver seu talento. ( Depois de tentar pelo menos 08 cursos diferentes se dá conta de que seu cérebro “tá lento” uma barbaridade). Quatro anos depois recebeu uma bolsa para complementar seus estudos na Espanha( Deram uma bolsa pro cara! Depois os portuga é que são burro...hehehehe) , onde se formou e permaneceu  por 07 anos até ser expulso por assédio intelectual. Em 1995 volta ao Brasil onde demonstra, já na chegada, seus dotes interpretativos ao entrar disfarçado no país sem ser notado...Por isto é que até hoje permanece no anonimato! Alguns trabalhos na área teatral como ator, mas não espalhem : Fuera de Quício, Vas si Vas, Los Gemelos Venecianos, Taxidermia, Sopa de Palhaços( Ganhou diversos premios e Indicação de Melhor ator ao Prêmio Tibiquera), Vida Muda ( Diversos premios e Premio Açorianos de melhor ator coadjuvante),Os Ratos (Indicação ao Prêmio Açorianos de melhor ator coadjuvante), Vermelhos –História e Paixão(Não ganhou porra de premio nenhum e ainda por cima perdeu diversos reais), Homens de Perto e Homens de perto 2. Como diretor teve entre outros trabalhos: Esperando Godot, Acto sin Palabras, La Isla Amarilha,Cuando Ellas dicen no, A Lição, Adão e Eva , Amigas do Peito. Trabalhos em vídeo e cinema: Bola de Fogo, A Festa de Margarete, Diário de um Novo Mundo, Neto e o Domador de Cavalos, Megaman, Parada 90, A Ferro e Fogo ,etc.(Não tem mais nada, mas fica bacana usar etc.) Na área de produção é um dos responsáveis pela criação e organização do Porto Verão Alegre bem como do Circuito Gaúcho de Teatro e da Mostra de Inverno. Também é um dos produtores dos Homens de Perto. Bem Feito!

Oscar Simch

Sou de Porto Alegre, desde agosto de 56. Comecei no teatro ainda nos anos 70. Fui aluno do Instituto de Letras da PUC e da Faculdade de Música da UFRGS nos anos 80. Nessa época participei de muito teatro gaúcho, muito cinema gaúcho e muita TV gaúcha e brasileira. E também recebi "bastantes prêmios e troféus", como ator e diretor, adultos e infantil. Foi um tempo supimpa! Nos 90 participei dos infantis da TV Cultura "X TUDO" e "LA VEM HISTORIA" e do "PANDORGA" da TVE. Fiz muitas participações em Novelas e Especiais da TV Globo, com destaque para " A CASA DAS SETE MULHERES", "SENHORA DO DESTINO" e "AMAZONIA" e ainda o Longa Metragem "OLGA". Mas no século XXI, to mesmo é inteiriço nos Homens de Perto!!  Em 2015, escreveu e dirigiu a peça teatral "O Bandejão".

Néstor Monasterio

Casado, pai de três filhos: Nahuel, Nicolás e Gabriela, avô de Virginia e Joaquin. Nasci em Buenos Aires (Argentina) em 19 de janeiro de 1952. Estudei um pouco de engenharia, outro de sociologia e um pouco mais de teatro. Alguns trabalhos: Diretor 1980 "O Rei da Vela" 1982 "Marat Sade" 1983 "Escravos de Jó" 1984 "Rasga Coração" 1986 "O Enigma de Cid", 1987 "Vida de Cachorro" 1988 "O Pequeno Príncipe Em Busca de um Amigo"  1989 "Papai Pirou nas Ondas do Rádio" "Bella Ciao" "Guerreiros da Bagunça" 1990 "Orquestra de Senhoritas" 1991 "Escravos de Jó", (segunda montagem) 1992 “O Rei do Brasil” (São Paulo) “Cassino Atlântida” “La Nonna” 1993 “Príncipe Azul” 1994 “Pequeno Príncipe em busca de um amigo” (segunda montagem) 1995 “O Parturião”  1997 “Sopa de palhaços” 1998 “Gnomos” 1999 “A Vida Muda” 2000 “Os ratos” 2001 “As Aventuras de João Gastão" “Bild" (espetáculo de dança) 2002 “Os Três Motivos” (espetáculo de dança) 2003 “O Concílio do Amor” “Romeu e Julieta em Construção” “Homens de Perto” 2004 “Que Raio de Professora sou Eu” 2005 “As Novas Aventuras de João Gastão” 2007 “Inimigas Íntimas” 2009 “Vermelhos – História e Paixão” 2010 “Homens de Perto 2” Devo ter uns cento e cinquenta prêmios e dobro de dívidas.

Imprensa

Desgovernados

Desgovernados

Prezados jornalistas, abaixo disponibilizamos os materiais mais atualizados sobre o espetáculo Homens de Perto Desgovernados. Na nossa agenda, você confere as próximas datas e locais onde ele será apresentado.

FOTOS: Mainquest.

ReleaseFotos HDVídeo

Críticas

Agenda

Apoio Cultural

Para contratar qualquer um de nossos espetáculos entre em contato conosco!

Contrate

Redes Sociais

Fale Conosco

Contrate nossos espetáculos ou tire suas dúvidas através dos contatos abaixo: